Luiz Barros Montez

10/12/2018 00:00

       Coordenador do LIEDH


Professor Titular da Faculdade de Letras da UFRJ, possui Graduação em Português Alemão pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1986), Atualização em Língua e Literatura Alemã pela Universidade de Freiburg (Alemanha), Mestrado em Língua e Literatura Alemã pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992), Doutorado em Letras (Língua e Literatura Alemã) pela Universidade de São Paulo (1999) e Pós-Doutorado na Universidade de Viena (2009-2010). Coordena o Grupo de Pesquisa LIEDH - Linguagem e Discursos da História, credenciado junto à Fundação Biblioteca Nacional (www.liedh.com.br). É membro fundador da Associação Brasileira de Estudos Germanísticos (ABEG), e diretor da ABEG na gestão 2018-2019. É membro da Sociedade Brasileira de Teoria e História da Historiografia, da Sociedade Brasileira de História da Ciência e da Associação de Professores de Alemão do Rio de Janeiro. Atua principalmente na investigação dos seguintes temas: Relatos de viajantes alemães ao Brasil nos séculos XVIII e XIX, Iluminismo, Sturm und Drang e Romantismo; Filosofia da Linguagem e Filosofia da História nos séculos XVIII e XIX; Georg Lukács e o marxismo; Literatura e História no Brasil no século XIX. Tradutor do alemão para o português de obras literárias e crítico-literárias, além de diversos relatos de viajantes dos séculos 18 e 19. (Texto informado pelo autor)

 


Projetos de Pesquisa


“Construções discursivas do Rio de Janeiro em relatos de viajantes europeus e imigrantes entre 1700 e 1900″ 

 

2 “Projeto Expedição Científica Austríaca no Brasil”
 

"Puris, Coropós, Coroados: indígenas do Sudeste nos relatos de viajantes do século XIX."

 

Orientações em andamento


    Graduação

 Felipe Lobo de Oliveira 

 

    Doutorado

 

 

Textos disponíveis relacionados ao Projetos:

1.  O Lado negro do discurso. Estereótipos racistas em relatos de viajantes alemães sobre a escravidão no Brasil na primeira metade do século XIX 

2. O Brasil para os europeus. Três narrativas de viajantes germânicos no Rio de Janeiro entre os séculos XVIII e XIX

3. Frey Apollonio, de Carl Friedrich Philipp von Martius. Ou como um ‘romance brasileiro’ é, na verdade, uma ‘narrativa meta-histórica para brasileiros’

4. Análise de construções discursivas do Rio de Janeiro em relatos de viajantes no século XIX. Uma abordagem interdisciplinar

5.  Foucault e o Realismo Crítico. Impasses e perspectivas na construção de uma Lingüística Aplicada Crítica 

6. Goethe leu Eurípedes. E nós, leremos Goethe? ou: Ifigênia em Táuride na contemporaneidade

7. Sob a ética do olhar, do tempo e da escrita. Goethe e a história

8. Johann Natterer e a situação singular de seu legado textual: propostas para uma análise crítica e ideológica de seus discursos acerca do homem brasileiro

9. Uma austríaca visita o Rio de Janeiro de 1847. Exame do Relato de Ida Pfeiffer sob uma ótica transcultural

10. Apontamentos para se pensar a relação entre Goethe e o Iluminismo

11. Relatos de viagens como objetos de reflexão historiográfica e da prática tradutória

 

12. Tese para o cargo de Professor Titular

13. Livro: Crise social brasileira e suas representações acadêmicas

 14. Livro: Variações sobre o universal. Ensaios sobre Goethe 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!